Toyota Corolla brasileiro substituirá o americano na Colômbia

Toyota Corolla brasileiro substituirá o americano na Colômbia

Toyota Corolla XRS

Toyota Corolla XRS

Fruto de um acordo de livre comércio firmado recentemente entre o Brasil e a Colômbia, o início das exportações do Corolla produzido em Indaiatuba (SP) para o país vizinho foi confirmado nesta semana pela Toyota. Em entrevista concedida ao site Automotive Business, o diretor de relações governamentais da montadora, Ricardo Bastos, adiantou que a operação está programada para 2018 e que o embarque das primeiras unidades deve acontecer por volta de janeiro. Por lá, o sedã brasileiro substituirá a versão até então importada dos Estados Unidos, que possui visual e acabamento diferentes.

 

Publicidade
2017 Toyota Corolla: Review

 

Leia também:

Vendas globais – Toyota Corolla lidera, Civic sobe e Golf desce
Toyota Auris Touring Sports (perua Corolla) mostra como seria a nova Fielder
Comparativo Toyota Corolla Altis x Toyota Prius – Sou você amanhã

Alinhado ao modelo europeu, o Corolla brasileiro é mais luxuoso e refinado que o norte-americano e, na visão da Toyota, mais adequado ao gosto do consumidor colombiano. Até mesmo o acerto da suspensão é considerado pela marca como mais alinhado aos padrões daquele país. Não por acaso, a empresa trouxe concessionários locais para conhecer as instalações brasileiras e, de quebra, apresentar pessoalmente o Etios, que no futuro também poderá ser exportado. O feedback foi positivo, explicou a fabricante.

 

Toyota Corolla 2018

 

A ação faz parte de uma estratégia comercial que visa transformar a divisão brasileira em uma plataforma de exportação para toda a América Latina. Atualmente, veículos produzidos pela marca em solo nacional já são enviados para países como Argentina, Costa Rica, Honduras, Paraguai, Peru e Uruguai. Futuramente, outros mercados também serão atendidos, incluindo o Chile. Durante todo o ano de 2016, a Toyota do Brasil mandou para fora cerca 43 mil veículos. Para este ano, a meta é chegar próximo dos 50 mil.

Comentários no Motor1

Fotos: divulgação


Publicidade