Salão dos Elétricos mostra que Brasil quer carro elétrico

Salão de Carros Elétricos mostra que futuro precisa de apoio

Salão dos Carros Elétricos

Estamos na contramão das políticas globais quanto aos automóveis. Diversas marcas anunciaram a eletrificação de sua linha, com ao menos uma versão elétrica ou híbrida para cada modelo. Países como Alemanha, China, França e Reino Unido falam de proibir a venda de carros somente à combustão nas próximas décadas. No Brasil, há pelo menos uma boa iniciativa para trazer essa tecnologia. Estamos falando do Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos Componentes e Novas Tecnologias, que chega à sua 13ª edição.

Publicidade

O evento acontece em São Paulo entre os dias 21 e 23 de setembro, aberto ao público. Tem 40 estandes, desde fabricantes com seus modelos “verdes”, passando por empresas que oferecem soluções para carros elétricos e até espaço para universidades mostrarem veículos que criaram com essa tecnologia.

13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos

São poucos modelos em exposição, mas cada estande tem pessoas empolgadas para mostrar como funciona, alguns com palestras sobre como o Brasil poderia investir em veículos sustentáveis. É um bom reflexo do nosso mercado, com algumas fabricantes que tentam vender elétricos ou híbridos no país, sem desistir ante à indiferença do governo.

Quem puder visitar o evento vai encontrar boas atividades. É possível fazer test-drive em quatro modelos: BMW i3, Renault Twizy e Volvo XC90 T8, para sentir como é acelerar um carro que não faz nenhum barulho. Prepararam uma pista relativamente grande e a quantidade de automóveis disponíveis deve dar conta do recado, já que a organização espera 8 mil visitantes durante os três dias.

13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos

Cada um dos estandes dá uma explicação de como funciona a tecnologia de seu veículo, seja ela híbrida ou elétrica, e muitas delas com demonstrações dentro do carro. E vão além dos automóveis de passeios. Temos ônibus elétricos feitos pelos chineses da BYD, bicicletas com motores elétricos e patinetes dos mais variados. Tem até skate.

13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos

Dá para sentir como é ser um piloto. A FIA montou um estande com três cabines rodando o simulador de Fórmula E usado pela categoria. Um bom aperitivo, já que a F-E terá uma etapa em São Paulo em 2018 e fica cada vez mais disputada, agora que Audi, BMW, Mercedes-Benz e Porsche entrarão no campeonato, além da Jaguar, PSA Peugeot-Citroën e Renault que já apostavam na categoria.

Tudo isso para mostrar ao brasileiro que o carro elétrico não é nenhum bicho de sete cabeças. Mesmo assim, é uma realidade distante pela falta de incentivo do governo. Infelizmente, não parece que irá mudar tão cedo. Em entrevista à Agência Brasil, o secretário de Desenvolvimento e Competitividade industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Igor Calvet, revelou que não há discussão no momento sobre novos incentivos para híbridos e elétricos no Rota 2030, o novo regime automotivo que deve valer a partir de janeiro do ano que vem. Calvet afirma que qualquer alteração deve acontecer a médio prazo.

Serviço
13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos Componentes e Novas Tecnologias

Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo
21 a 23 de setembro
Avenida Otto Baumgart, 1000 – Vila Guilherme – São Paulo/SP
Aberto das 9h às 20h
Entrada gratuita
Transporte gratuito via ônibus saindo da Estação Tietê do metrô, estacionado na Rua Marechal Odylio Denys, esquina com a Rua Voluntários da Pátria.

Comentários no Motor1


Publicidade