Renault lança exclusivo Sandero R.S. Racing Spirit a R$ 66.400 | CARPLACE

Renault lança exclusivo Sandero R.S. Racing Spirit a R$ 66.400

sandero-rs-racing-spirit

A Renault acertou a mão quando lançou o Sandero R.S. De um hatch nascido como um projeto “barato” saiu um esportivo de respeito. Mas não foi simplesmente colocar o motor 2.0 flex (F4R) com 150 cv e 20,9 kgfm de torque. A divisão de competições da marca francesa, a Renault Sport, colocou muito tempo de serviço e conhecimento para fazer um dos carros com melhor handling que já passaram por nossas mãos. Em 2015, ele foi mostrado pela primeira vez no Salão de Buenos Aires. Para a edição 2017 do evento, a marca levará a série Racing Spirit, limitada a 1.500 unidades e tabelada em R$ 66.400 (R$ 3 mil a mais que o “normal”).

Publicidade

Leia também:

Teste CARPLACE: Peugeot 208 GT Vs. Sandero RS, qual a receita mais apetitosa?
Renault Logan, Sandero e Duster Oroch ficam mais caros
Volta rápida Renault Sandero 1.0 SCe – Alma urbana
Teste Rápido Renault Logan Dynamique 1.6 SCe – Novo motor pede um novo conjunto
Vídeo – Como anda o Renault Logan com o novo motor 1.6 SCe

Como diferencial, as rodas de aro 17″, com pneus esportivos Michelin Pilot Sport 4 205/45 (que substituem os Continental ContiSportContact 3), são itens de série. Detalhes em vermelho invadem o exterior, como a nova faixa lateral, para-choque dianteiro, extrator traseiro, pinças de freio e as capas dos retrovisores.

Sandero RS Racing Spirit
Sandero RS Racing Spirit
Sandero RS Racing Spirit

Por dentro, os bancos trocam as faixas cinza e vermelha por uma apenas vermelha, assim como as saídas de ar e painel de instrumentos. O acabamento das colunas e maçanetas das portas é em preto. Entre os bancos, uma placa reproduz o circuito de Brno, na República Tcheca, que faz parte do desenvolvimento da Renault Sport, e numera a unidade.

Sandero RS Racing Spirit
Sandero RS Racing Spirit

No mais, é o mesmo Sandero R.S. que já conhecemos. Além do motor 2.0 e câmbio manual de 6 marchas com relações curtas – praticamente “trepada” uma na outra, para não perder fôlego -, há seletor de modo de pilotagem (Standard, Sport e Sport+), controles de tração e estabilidade, suspensão totalmente retrabalhada, com novas molas, amortecedores e barras estabilizadoras, freios a disco nas 4 rodas, sistema multimídia Media NAV, direção elétrica com volante do Clio RS e ar-condicionado automático. Ou seja, ele é muito divertido.

Não gostou do preto? Tudo bem. Ainda tem branco e prata, sempre com a combinação vermelha.

Por Leo Fortunatti, de Curitiba (PR) – Viagem a convite da Renault


Publicidade