Mais econômico do Brasil, motor 1.0 FireFly será feito na Europa

Motores Firefly, do Uno e do Mobi, serão feitos na Europa

Fiat FireFly

A partir de 2018, a FCA irá produzir na fábrica de Bielsko-Biala, na Polônia, os novos motores Firefly 1.0 de 3 cilindros e 1.3 de 4 cilindros. A notícia confirma o que a FCA anunciou no lançamento dos motores, que foram desenvolvidos no Brasil, bem como seu código interno, GSE (Global Small Engines, ou motores pequenos globais): eles serão vendidos no mundo todo. A fábrica da Polônia abastecerá os modelos fabricados na Europa, entre eles o 500 e o Panda.

O investimento para a produção local é de cerca de 250 milhões de euros. Uma das principais fábricas de motores da FCA, a unidade de Bielsko-Biala produz atualmente os motores 0.9 TwinAir a gasolina e o 1.3 MultiJet diesel.

Fiat Mobi Drive

Utilizando construção modular, a nova linha Firefly tem bloco de alumínio para ambos os motores, com ganhos em eficiência produtiva e economia de escala. Adaptado para o mercado europeu, com consumo de gasolina, o 1.0 terá 72 cv e o 1.3, 101 cv, podendo substituir os atuais 1.2 de 69 cv e 1.4 de 95 cv.

Leia também:

A Fiat destaca o menor consumo e baixo nível de emissões, sem perda de desempenho em relação aos antecessores. Como sabemos, tanto o 1.0 quanto o 1.3 têm aspiração natural, mas poderão receber versões sobrealimentas num futuro próximo com a adoção de um cabeçote diferente, com 4 válvulas por cilindro.

Novo Fiat Uno

No Brasil, o 3-cilindros Firefly, com 77 cv e 10,9 kgfm de torque, estreou no Fiat Uno e, durante o Salão do Automóvel, foi lançado também no Mobi, colocando-o entre os carros com motor 1.0 litro mais econômicos do país. O consumo médio divulgado é de 13,7 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada, com gasolina, e de 9,6 km/l e 11,3 km/l, respectivamente, com etanol.

Fotos: Donizetti Castilho


Publicidade