Kia Stonic chega ao Brasil em 2018 e promete 'boom' entre importados

Kia Stonic chega ao Brasil em 2018 e promete ‘boom’ entre importados

Kia Stonic - Frankfurt

Kia Stonic – Frankfurt

Aposta de peso da Kia para o lucrativo segmento de SUVs compactos, o Stonic aparece publicamente pela primeira vez no Salão de Frankfurt. Derivado da mesma plataforma que deu origem ao Hyundai Kona, o modelo aposta no visual arrojado e na ampla oferta de motores para fazer frente a rivais já bem estabelecidos como Honda HR-V, Hyundai Creta e Jeep Renegade. Segundo previsões da própria marca, o lançamento no Brasil acontecerá no primeiro semestre de 2018, coincidindo com a implantação da chamada Rota 2030, que derrubará o super IPI para veículos importados.

Leia também:

Kia promete Stonic, Rio e Picanto ao celebrar 25 anos no Brasil
Novo Kia Stonic 2018 é revelado em Amsterdã
Primeiras impressões Kia Rio – Como anda a promessa da Kia

Publicidade
2018 Kia Stonic

 

Assim como o Kona, o Stonic tem como motor de entrada na Europa o 1.0 T-GDI de 3 cilindros (turbinado e com injeção direta) capaz de render 120 cv e 17,5 kgfm entre 1.500 rpm e 4.000 rpm. Na sequência, a lista traz um 1.2 de 84 cv, um 1.4 de 100 cv e um 1.6 turbodiesel de 110 cv. Dependendo da motorização, o câmbio poderá ser manual ou automático de 6 marchas, ou ainda automatizado de dupla embreagem e 7 posições. As opções para o Brasil ainda não foram confirmadas.

 

2018 Kia Stonic

 

Por aqui, é certo que o modelo será posicionado logo abaixo do Sportage, que atualmente custa entre R$ 112.990 e R$ 139.990. Sem a imposição do IPI extra, a expectativa fica para valores competitivos. Até mesmo porque uma das premissas da Kia é recuperar o terreno perdido desde a implantação do Inovar Auto. A previsão é emplacar já em 2018 cerca de 20 mil unidades, dobrando o volume de apenas 10 mil esperado para este ano. Além do Stonic, o pacote de novidades da marca prevê o lançamento do Rio e do Optima GDI.

Comentários no Motor1

Fotos: divulgação e Motor1


Publicidade