Ford vai cotar 10% da força de trabalho global para ampliar lucros

Ford vai cotar 10% da força de trabalho global para ampliar lucros

Ford EcoSport 2018

Ford EcoSport 2018

Reportagem publicada pelo jornal norte-americano The Wall Street Journal relata que a Ford anunciará em breve um ambicioso plano de otimização da rentabilidade. Apesar dos poucos detalhes revelados até o momento, a publicação destaca que, entre outras medidas, a gigante da oval azul demitirá aproximadamente 10% de toda sua força de trabalho global – estimada atualmente em cerca de 202 mil funcionários.

Leia também:

Novo EcoSport 2018 já é anunciado no site brasileiro da Ford
Primeiras impressões – Ford GT é carro de corrida para as ruas
Segredo – Novo Ford Focus chega ao Brasil em 2018

Publicidade

A ação faz parte de um esforço do CEO Mark Fields no intuito de impulsionar os lucros e valorizar o preço das ações da montadora. A meta é obter uma redução de custos de US$ 3 bilhões em 2017 e melhorar os índices de rentabilidade em 2018. Entre outras questões, a empresa se preocupa com a queda do valor de seus papéis e perda de posições diante das principais rivais – hoje a Ford vale menos que a Tesla e a General Motors, por exemplo.

O alvo dos cortes ainda não foi anunciado, mas especulações apontam especialmente para trabalhadores assalariados, cuja renda é mais baixa. Dos mais de 200 mil funcionários da companhia, metade é concentrada na América do Norte e o restante dividido entre Ásia, Europa e América do Sul. Mais informações serão divulgadas ainda nesta semana.

Fotos: divulgação 


Publicidade