Feliz aniversário, Ferrari! Setentona, hein?

Feliz aniversário, Ferrari! Setentona, hein?

Em 12 de março de 1947, um certo Enzo Ferrari tirava de sua oficina o primeiro modelo da marca que leva seu sobrenome. Era o 125 S, uma baratinha com motor V12 que o ajudaria a criar uma das empresas de automóveis mais bem-sucedidas do mundo. No domingo (12), a Ferrari celebrou seus 70 anos com uma bela foto do pioneiro e do modelo que celebra a idade da empresa, o LaFerrari Aperta. Além deste vídeo, que faz “suarem os olhos” de quem gosta de carro.

Leia também:

Ferrari 812 Superfast de 800 cv estreia em grande estilo em Genebra – Veja fotos
Ferrari apresenta SF70H, seu carro para a temporada 2017
Raridade, Ferrari F50 1995 de Mike Tyson vai a leilão

O 125 S não tem medidas oficiais a não ser o entre-eixos (2,42 m) e as bitolas (1,24 m em cada eixo). Não sabemos quanto ele tem de altura, largura ou comprimento, mas o modelo fica abaixo dos 3,80 m (talvez do tamanho de um Fiat Uno). Mas ele pesava apenas 650 kg (peso seco) e chegava a estonteantes 210 km/h. Tudo por conta de seu motor V12 de 1,5 litros e 118 cv a 6.800 rpm, desenvolvido em parceria com Gioacchino Colombo, Giuseppe Busso e Luigi Bazzi. Só dois foram fabricados.

O plano de Enzo nunca foi o de fabricar carros de passeio: ele só queria financiar sua equipe de corrida, a Scuderia Ferrari, que existia desde 1929, mas usava carros da Alfa Romeo e, depois, da Auto Avio Costruzioni. Só em 1947 ele se decidiu a ter sua própria marca. E ela ajudou a Ferrari tremendamente nas competições.

O 125 S estreou em corridas em 11 de maio de 1947, no Circuito de Piacenza. Ele liderava a corrida, pilotadopor Franco Cortese, quando a bomba de combustível o deixou na mão. Ferrari classificou o episódio de um “insucesso promissor”. Como de fato foi: 9 dias depois, no Grande Prêmio de Roma, Cortese venceu a prova. A estreia na Fórmula 1 acontece com o nascimento da competição, em 1950, mas o primeiro título vem apenas em 1958, com Mike Hawthorn. O carro era um Ferrari 246 F1.

Em 1962 nasce o mais icônico dos Ferrari, o 250 GTO, que vence os campeonatos de construtor de Gran Turismo em 1962, 1963 e 1964, mesmo ano em que John Surtees vence o campeonato de F1. Ele pilotava o 158 F1 e foi o único homem a vencer campeonatos da MotoGT e da F1. Surtees não viveu o suficiente para ver o time a quem ele deu tantas alegrias chegar aos 70 anos. Por uma questão de dias: o piloto, de 83 anos, morreu na sexta (10).

Da oficina modesta a essa fábrica impressionante, não sabemos o que veio primeiro: se foi o sucesso nas pistas que levou os fãs a comprarem os carros da marca ou se foi a excelência técnica dos modelos de rua que levou muita gente a ser fã da equipe. Seja qual for a ordem dos fatores, a Ferrari está de parabéns. Não é todo mundo que chega aos 70 anos com toda essa saúde.

Fotos: divulgação


Publicidade