Buenos Aires - Honda mostra a superesportiva CBR 1000RR Fireblade

Buenos Aires – Honda mostra a superesportiva CBR 1000RR Fireblade

honda-cbr-1000rr-fireblade

Olhando rapidamente, o maior destaque no estande da Honda no Salão de Buenos Aires é o superesportivo híbrido NSX. Mas, para os fãs das duas rodas, o canto direito guarda uma lenda. A nova geração da CBR 1000RR faz a sua primeira aparição na América Latina durante a mostra e ostenta números que fazem o próprio NSX se encolher.
Leia também:

Publicidade

Sob a carenagem, o motor de 999 cm³, com 4 cilindros e refrigeração a água, produz 192 cv. Pode parecer pouco, mas estamos falando de um “brinquedo” com apenas duas rodas e 196 kg, mais o piloto. O resultado é uma relação peso/potência que poucos carros no mundo conseguem atingir. A transmissão é de 6 marchas, com final por corrente e embreagem multidiscos, para suportar a “pancada” quando exigida.

Honda CBR 1000RR Fireblade no Salão de Buenos Aires

Para segurar tanta potência, o sistema de freios conta com discos duplos na roda dianteira, com pinça de 4 pistões, e disco único com pinça de 1 pistão na traseira. A suspensão pode ser ajustada, tanto na dianteira quanto na traseira, em pré-carga e compressão, conforme a preferência do piloto e circuito.

Sua chegada – ou volta – ao Brasil é uma incógnita. Fontes da marca japonesa dizem que “a conta não fecha”, ou seja, que ela seria cara demais para ser vendida aqui e ter preço competitivo diante das concorrentes, como BMW S1000 RR.

Fotos: Fábio Trindade

Viagem a convite da Anfavea e General Motors


Publicidade